Editorial: A busca de solução para a crise!

EDITORIAL

Uma certeza já é possível ter dessa pandemia da doença COVID 19: ela veio para fazer mudanças estruturais na vida de todos nós. A principal delas talvez tenha sido o repensar e buscar soluções impensadas. Fugir do óbvio e criar soluções.

Fomos todos "obrigados" por ela a mudar o ritmo acelerado de planos, trabalho, estudo, etc., pois eis que de repente somos todos submetidos à força do vírus contagioso. Ou seja, passamos a viver o drama: se continuarmos no ritmo anterior poderemos perder a vida para o vírus e não mais ter condições de realizar nada. Entretanto, se ficarmos parados ou confinados em casa poderemos também sofrer justamente com a falta do que fazer.
Se a crise durar pouco tempo é até suportável, mas se ela começa a demorar junto também o desespero geral. E o dilema é o que fazer?

De fato é uma encruzilhada muito grande e digna de testar a paciência e a criatividade de todos. Aliás, é sabido que em tempo de CRISE como esta que estamos, a solução é criar, ou seja, CRIE $, e dessa forma sairemos todos bem.

Fica então o desafio como criar?

Muitos tem feito isso com sucesso, por exemplo: as "lives" que viraram modas nas plataformas digitais e de forma inédita alguns com muito sucesso como é o caso recente da dupla de artistas Fernando e Sorocaba, pela Rede Record de Televisão e outras plataformas, inovando em cima do que outros haviam pensado.

Mas, não para só nesta área, muita gente está mudando suas atividades por outras que jamais pensariam caso não houvesse a crise como o por exemplo a dos técnicos em eletrônica e até de carros, que estão consertando respiradores, numa atitude maravilhosa. Também tem as costureiras que fazem máscaras em casa, e os comerciantes com loja física de comida que passaram a vender pelo sistema "delivery", entre tantos outros exemplos.

Na área de festas e eventos por enquanto ainda não surgiu nenhuma ideia possível, afinal lidamos como uma atividade que exige a aproximação de pessoas queridas e isso no momento só no particular, e em casa com os mais próximos, exceto a tentativa de alguns com as "lives".

Mas, otimistas e positivos, acreditamos que toda essa crise vai passar como já passaram tantas outras. A busca por soluções definitivas estão em curso com a procura de um remédio eficaz para fazer frente à doença enquanto uma vacina está sendo também estudada.

Muitos países que estavam com a doença fora de controle começam a domina-la. Certamente, falta pouco para sairmos todos dessa. Enquanto isso devemos ter fé e exercitar a criatividade.

Abaixo uma cerimônia de casamento no por do sol em Búzios, Região dos Lagos,RJ, celebrada por Túlio de Pinho.