PAPEL DA CERIMONIALISTA

O papel de um, ou uma, cerimonialista exige que ela seja profissional e experiente, tanto no casamento ou festa de debutante ou ainda bodas de casamento, é fundamental e imprescindível.

foto salão de recepção convidados Castelo de Itaipava, 21.7.14

Isso fica bem evidente quando o serviço é realizado por gente amadora e sem experiência. A confusão é grande, o nervosismo do responsável da festa aumenta gradativamente e a festa fica definitivamente comprometida.

DSC01975

O dia do casamento por exemplo, apesar da grande importância dos outros eventos, é um dos dias mais esperados pelos noivos e pelos seus parentes próximos. Um dia que todos estão ansiosos e até com uma dose de nervosismo. Devido a isso a profissional encarregada de fazer a organização do cerimonial precisar estar num dia de inspiração, colocando-se calma (o), atenciosa (o), gentil e segura de tudo que precisará fazer previamente aprovado em roteiro elaborado com os noivos.

Mesa do bolo da festa da debutante Victória.
Mesa do bolo da festa da debutante Victória.

No caso de uma festa de debutantes, também será fundamental a cerimonialista chegar com antecedência ao local pois sua participação começará com a orientação aos pais e a debutante para as fotos e filmagem com o salão vazio de convidados.Posteriormente auxiliar a debutante e seus pais com orientações sobre como devem se portar quando da chegada dos primeiros convidados. Tudo com muito carinho e respeito ao sonho da família.

Casal em bodas de casamento com Túlio de Pinho à esquerda.

foto Túlio com Jaqueline e Eliezer, Bodas de Prata,26.7.14

No cerimonial de bodas, a postura do pessoal do cerimonial também requer muita atenção ao casal em bodas é uma renovação de votos de um casal maduro e com o casamento feliz que desejam comemorar com seus filhos, parentes e amigos de longa data.

Portanto, para cada tipo de evento, o cerimonial precisará  ter pessoas empenhadas em viver o sonho do grande dia do cliente e seus familiares. Tudo precisa sair perfeito e dentro do planejado.

Por Túlio de Pinho, cerimonialista, mestre de cerimônias e celebrante de casamentos e bodas.